Johnny Depp gastava R$ 6 milhões por mês e pagava com empréstimos, dizem agentes

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mais um capítulo na saga judicial de Johnny Depp contra seus ex-agentes.

Desta vez, os antigos gerentes que administravam o patrimônio financeiro do ator, Joel e Robert Mandel, da The Management Group (TMG), acusaram Depp de bancar um estilo de vida que consumia cerca de US$ 2 milhões (R$ 6.4 milhões) por mês.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator entrou com uma ação de US$ 25 milhões contra os dois, alegando que ambos teriam administrado de forma fraudulenta o seu dinheiro, sonegando impostos, além de emprestar dinheiro para terceiros sem sua autorização.

A contra-acusação surgiu para tentar justificar os problemas financeiros enfrentados pelo ator. Segundo os empresários, o custo de vida de Deep era pago na base de empréstimos, resultando em uma série de dívidas.

Johnny Depp deve R$ 100 milhões a advogados, segundo novo processo

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio