O diretor Paul Haggis, vencedor do Oscar pelo filme Crash – No Limite, voltou a se defender das acusações de assédio feitas contra ele.

Em um artigo publicado pela Associated Press, Haggis nega as 4 acusações anônimas feitas contra ele, duas de mulheres que o acusam de estupro. Ele ainda alega que todas essas acusações foram feitas pela mesma firma que representa Haleigh Breest, atriz que foi a primeira a acusar Haggis de estupro.

Segundo o diretor, Breest está tentada em conseguir extorquir dinheiro de Haggis, e por isso tem espalhados acusações contra ele.


Além de vencer o Oscar pelo filme Crash – No Limite (2004), Haggis dirigiu No Vale das Sombras (2007) e 72 horas (2010), além de escrever dois filmes da franquia 007, Cassino Royale (2006) e Quantum of Solace (2008).

Comercial denunciando assédio sexual vai passar durante o Globo de Ouro 2018