Charlie Sheen planejou morte de assistente, diz ex-melhor amigo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Charlie Sheen foi acusado de planejar a overdose que resultou na morte de seu antigo assistente pessoal, Rick Calamaro. Lenny Dykstra, ex-jogador de beisebol e amigo próximo do astor, revelou tudo em entrevista ao site The Hollywood Reporter.

Além de assistente de Sheen, Calamaro era dono de uma boate. Ele foi encontrado morto em seu apartamento em 2012, em decorrência de uma overdose acidental. No entanto, Dykstra diz que Sheen assumiu para ele que tinha “encomendado” a morte de Dykstra.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo ele, Sheen ficou irritado quando o amigo perguntou o que havia ocorrido com Calamaro. “Você quer saber do Rick morto? A p*rra que aconteceu foi que aquele filho da p*ta tentou me chantagear, pediu US$ 5 milhões. Então mandei matá-lo”, teria dito Sheen.

Sheen teria supostamente enviado a Calamaro uma dose letal de drogas, misturando várias substâncias ao produto que seria consumido por seu assistente. O advogado de Sheen, Shane Bernard, negou as acusações feitas pelo ex-melhor amigo do ator.

Charlie Sheen é acusado de estuprar Corey Haim quando ele tinha 13 anos

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio