Filha adotiva de Woody Allen critica jornalista por defender o diretor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dyaln Farrow, filha adotiva de Woody Allen e Mia Farrow que alega que o diretor abusou sexualmente dela quando mais jovem, criticou um jornalista do The New York Times que defendeu Allen.

Bret Stephens, jornalista do The New York Times, havia escrito em uma coluna que não havia evidências suficientes de que o diretor havia cometido o crime de assédio sexual, pois ao contrário de casos como Kevin Spacey e Harvey Weinstein, só havia uma pessoa acusando Allen de assédio: a própria Dylan Farrow. O jornalista ainda alega que tudo não passaria de uma farsa que a própria Dylan havia inventado em sua cabeça.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Farrow então foi ao Twitter e em uma série de posts, criticou as palavras do jornalista. Ela diz que guardou o segredo do abuso por 25 anos e que não pararia agora que decidiu expor tal problema. Ela ainda disse que a “incredulidade” do jornalista ” não muda o que acontecer naquele dia [em que ela foi abusada]”.

Stephens não foi o único que recentemente protegeu Allen. Uma distribuidora de filmes também chegou a criticar Farrow e apoiar o diretor – relembre.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio