Produtor de A Bela e a Fera é acusado de assédio por funcionários da Disney

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O produtor Thomas Schumacher, veterano da divisão de teatro musical da Disney que recentemente começou a acumular créditos no cinema, como a versão live-action de A Bela e a Fera, enfrenta acusações de assédio sexual.

Diversos ex-funcionários de Schumacher contam, em matéria do Wall Street Journal, que o executivo “fazia comentários ofensivos e sexuais para funcionários, insistia em discutir pornografia com eles e andava de roupão pelo escritório, se gabando de estar nu por baixo dele”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A primeira acusação data dos anos 1990, quando um funcionário chamado Bruce Williams, que fazia parte do departamento de roteiro da Disney, contou ter sido “verbalmente assediado por Schumacher”. “Ele fez comentários sujos e ficou elogiando o meu traseiro”, contra Williams.

Williams diz ter denunciado o comportamento de Schumacher para o departamento de recursos humanos da Disney, que respondeu à época: “Falamos com Tom e ele se desculpou pelo ocorrido”.

Schumacher foi um dos produtores do clássico O Rei Leão (1994), e segue creditado no remake live-action planejado pela Disney, marcado para 2019. Ele também está envolvido com a versão musical de Frozen, que estreia nessa quinta (22) na Broadway.

Amigo de astro de A Bela e a Fera está entre vítimas de massacre na Flórida

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio