Estrela de Smallville nega envolvimento com culto que escravizava mulheres

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Kristin Kreuk, conhecida como Lana Lane de Smallville, usou o Twitter para liberar uma declaração oficial negando seu envolvimento com o “círculo íntimo” do culto Nxivm, cujo líder foi preso no México durante a última semana.

Um artigo do New York Post cita Kreuk e sua colega de elenco, Alison Mack (Chloe Sullivan), como “celebridades que recrutavam mulheres para o culto, onde eram marcadas à ferro quente e transformadas em escravas sexuais”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Supergirl faz referência a amada personagem de Smallville

Na declaração, Kreuk admitiu participar em um dos cursos de auto-ajuda que a organização oferecia, onde “aprendeu a lidar melhor com sua própria timidez”, mas negou ter se envolvido mais profundamente com o grupo ou seu líder, Keith Raniere, conhecido como Vanguard.

“Eu saí do grupo por volta de 5 anos atrás e tive mínimo contato com eles desde então”, afirma a atriz. “Durante meu tempo lá, nunca testemunhei nenhum tipo de atividade nefasta ou ilegal. Estou horrorizada e enojada com o que ouvi sobre o DOS [Dominus Obsequious Sororium, o subgrupo mencionado nas acusações], e aplaudo as mulheres que foram corajosas o bastante para dividir suas histórias”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio