Estrela de This is Us diz que padrasto a batia e humilhava na adolescência

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Chrissy Metz pode ser uma estrela atualmente, aos 37 anos e estrelando a série This is Us, mas isso nem sempre foi verdade – na infância e adolescência, conforme conta para a revista People, ela sofreu abuso físico e emocional nas mãos do padrasto, Trigger.

Quando Metz tinha 8 anos de idade, o seu pai biológico deixou a família. A mãe da atriz, Denise, se casaria mais tarde com Trigger e teria dois outros filhos com ele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Trigger amava seus filhos biológicos, e até tratava bem Morgana, que minha mãe teve com outro namorado, mas ele me odiava. Ele odiava meu corpo, era como se o ofendesse”, conta Metz.

“Minha mãe estava sempre no trabalho, então não via como ele me tratava. Ele dizia como piada que ia colocar um cadeado na geladeira para que eu parasse de comer. Eu e minha mãe havíamos vivido sem comida por tanto tempo que havia uma ansiedade em mim para comê-la quando ela era colocada na geladeira ou na dispensa”, diz ainda.

This Is Us | Astros confirmam término das filmagens da 2ª temporada

“Eu não me lembro porque Trigger me bateu pela primeira vez. Ele nunca me deu um soco na cara. Só no meu corpo, que ofendia tanto a ele. Ele me empurrava, me estapeava, socava o meu braço. Ele me batia se achasse que eu estava olhando para ele do jeito errado. Eu me lembro de estar no chão da cozinha depois de ele ter me derrubado, implorando que ele dissesse o que eu tinha feito dessa vez – ele só me chutou”, relembra.

“Quando eu fiz 14 anos, ele começou a me pesar. Ele trazia a balança do banheiro e jogava no chão da cozinha: ‘Suba nisso aí!’. Eu subia e ele berrava: ‘Meu Deus do céu, como você está engordando!’. Na época, eram 70 quilos, algo assim”, diz ainda.

“Um dia ele me bateu e eu olhei diretamente para ele. Se eu tivesse uma arma, eu seria capaz de matá-lo naquele dia”, continua. “Mais tarde na minha vida, ele se mostrou realmente arrependido do que fez e me pediu desculpas. Eu reconheci que ele viu todos os pontos errados do que fez comigo, e hoje temos um relacionamento diferente”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio