O cantor Prince (1958-2016) tinha altas doses da droga fentanil, considerada 50 vezes mais forte do que a heroína, em seu sangue no instante de sua morte.

O jornal New York Post divulgou o exame toxicológico feito no corpo do músico nas semanas seguintes à sua morte.

Justin Timberlake utiliza projeção de Prince em show do Super Bowl


“A quantidade de drogas presente no sangue dele era muito alta, mesmo para alguém que estivesse com dores crônicas e fazendo uso de medicamentos receitados por médicos”, afirmou um especialista.

De acordo com o exame, a concentração de fentanil encontrado no sangue de Prince era de 67,8 microgramas por litro, enquanto até uma concentração de 3 miligramas por litro pode ser fatal.