Sean Penn assina poema que defende acusados de assédio e estupro

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um poema assinado pelo ator Sean Penn, no epílogo de seu livro Bob Honey Who Just Do Stuff, parece defender acusados de assédio e estupro em Hollywood, citando por nome o comediante Louis C.K. e o jornalista Charlie Rose.

Sean Penn revela “amar muito” Madonna, sua ex-esposa

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segue tradução livre:

“Apesar de mulheres guerreiras
Bravamente tomarem a ação
Derivativos da desproporção
Trazem horríveis hipócritas
Para a sua matilha
Onde estão todas as risadas?
Você está aí, Louis C.K.?
Conversas que um dia foram cruciais
Nos mantem nas pontas dos pés;
Era mesmo do nosso interesse
Derrubar Charlie Rose?
E qual é a desse ‘Me Too’?
O termino infantilizado do dia
Essa é a cruzada de um infante?
Reduzir estupro, bullying e lutas femininas a uma brincadeira de criança inconsequente?
Uma plataforma para impunidade de acusação?
O processo judicial perdeu o brilho?
Mas que se f*da, por que me preocupar?
Eu sou um herói,
Para a Time Magazine!”

O poema se refere, no final, à escolha da Time de premiar a sua tradicional “pessoa do ano” aos artistas e trabalhadores de outras áreas que denunciaram assédio durante 2017.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio