Terry Gilliam diz que denúncias de assédio em Hollywood são “vitimização”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O diretor Terry Gilliam admite que “algumas mulheres sofreram” nas mãos do megaprodutor Harvey Weinstein, mas vê a multidão de denúncias de assédio do movimento #MeToo como “uma onda de vitimização”.

“Harvey foi denunciado e caiu porque era um monstro, porque fez muitos inimigos”, contou. “Ainda há muita gente agindo da forma como ele agia em Hollywood. Eu vi algumas mulheres sofrerem muito”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Por outro lado, outras usaram uma noite com Harvey para se dar bem na carreira. São pessoas adultas que usaram essa vantagem que ele podia oferecer. É o preço que você paga… Algumas pessoas pagaram sem hesitar. Outras sofreram por isso”, disse ainda.

“Amaldiçoado” Dom Quixote de Terry Gilliam ganha primeira foto oficial

“Eu acho que as denúncias tem criado um estado mental de ‘multidão’, em que você vê todo mundo com tochas na mão atacando alguém. Até minha esposa diz que eu não deveria falar sobre isso agora, que eu não deveria dar minha opinião. Isso é loucura!”, completou.

Gilliam é conhecido por dirigir filmes como Brazil: O Filme (1985) e O Mundo Imaginário do Doutor Parnassus (2009).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio