Sempre polêmico, o músico britânico Morrissey deu uma nova entrevista em que responde a acusações de racismo que recebeu quando alegou que o prefeito de Londres, Sadiq Khan, “não consegue falar corretamente”.

“No que diz respeito ao racismo, a moderna extrema esquerda parece esquecer que Hitler era de esquerda”, disse Morrissey. “Mas, é claro, somos todos chamados de racistas agora, e a palavra realmente não tem sentido”.

“É só uma forma de mudar de assunto. Quando alguém te chama de racista, o que eles estão dizendo é ‘hmm, você realmente tem razão, e eu não sei como responder, então talvez se eu te distrair chamando você de intolerante, nós dois esqueceremos quão iluminado o seu comentário foi”, completou.


Morrissey defende Kevin Spacey e Harvey Weinstein

Morrissey foi originalmente acusado de racismo por criticar o sotaque do prefeito Khan, que é de origem árabe, pouco depois de ataques terroristas na capital inglesa

“Londres está degradada”, disse à época. “O prefeito de Londres fala sobre ‘policiamento de vizinhança’ – o que seria esse policiamento? Ele nos diz que Londres é uma cidade ‘maravilhosa’. O que seria maravilhoso? Este é o prefeito de Londres! Ele não consegue falar corretamente! Eu vi uma entrevista em que ele estava discutindo saúde mental, e ele repetidamente disse ‘men’el’… ele não conseguia dizer as palavras ‘saúde mental’. O prefeito de Londres! A civilização acabou!”.

Ex-vocalista dos Smiths, Morrissey lançou seu último disco, Low in High School, em 2017.