O Príncipe Harry e sua futura esposa, Meghan Markle, avisaram em comunicado oficial que os convidados do casamento real estão dispensados de comprarem presentes para o casal – ao invés disso, a dupla sugeriu uma doação para sete instituições de caridade pessoalmente escolhidas por eles.

Príncipe Harry e Meghan Markle estão profundamente gratos pela boa vontade que receberam desde o anúncio de seu noivado, e pediram para que as pessoas que quiserem marcar a ocasião do casamento façam uma doação à caridade ao invés de comprar um presente”, diz o comunicado.

“As sete instituições selecionadas pelo casal representam um leque de questões sociais que eles consideram importante, incluindo: programas esportivos para comunidades desfavorecidas, conservação ambiental, ajuda a moradores de rua, pacientes de HIV e veteranos das Forças Armadas”, continua o texto.


8 famosos que tem filhos com deficiências físicas ou mentais

Uma dessas organizações é a CHIVA, que ajuda famílias de crianças portadoras de HIV pelo Reino Unido e Irlanda. Assim como a mãe, Princesa Diana, o Príncipe Harry tem se mostrado um nome importante no ativismo pelo combate à AIDS.

Crisis (uma rede de abrigos para moradores de rua), Myna Mahila Foundation (ajuda a mulheres periféricas de Mumbai, na Índia), Scotty’s Little Soldiers (apoio a famílias de oficiais militares mortos em conflitos), StreetGames (ensino de esportes em regiões desfavorecidas), Surfers Against Sewage (grupo de surfistas ativistas que buscam limpar os oceanos) e The Wilderness Foundation UK (conservação florestal) completam a lista.

Príncipe Harry e Meghan Markle se casarão no dia 19 de maio, em cerimônia no Palácio de Windsor.