Seth Rogen não deixará de trabalhar com James Franco por acusações de assédio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Seth Rogen não vai deixar de trabalhar com o amigo James Franco por causa das acusações de assédio contra ele.

O comediante conversou com o Vulture sobre o assunto, mas hesitou em dar uma opinião mais definitiva sobre as denúncias: “Minha opinião sobre isso não é relevante. Eu sou um cara, e sou amigo de James. Não sou eu que deveria estar falando sobre isso”, contou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Perguntado se colaboraria novamente com o amigo, Rogen respondeu: “Sim”.

As acusações de assédio sexual contra Franco vieram a tona em janeiro, durante o Globo de Ouro 2018, onde venceu um troféu por Artista do Desastre – relembre as denúncias.

James Franco está ligando para ex-namoradas para se desculpar por assédio

O ator, que deu aulas de teatro em diversas faculdades pelos EUA, foi acusado por duas ex-alunas de exercer pressão para que elas ficassem nuas em cena, enquanto outra o acusou de retirar o tapa-sexo que ela usava durante uma cena de sexo oral no filme The Long Home (2015).

Franco endereçou as acusações em visita ao Late Night with Seth Meyers: “Há pessoas que precisam ser ouvidas. Eu tenho o meu lado da história, mas eu acho que essas pessoas não estão sendo representadas devidamente, então vou ficar calado. Se eu tiver que levar algumas porradas, tudo bem, eu acredito que o resultado final [do movimento de denúncias de assédio] é mais importante”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio