A cantora Rita Ora divulgou na sexta-feira (11), sua música Girls, na qual ela revela ser bissexual (saiba mais) e a qual ela espera que se torne um hino para as pessoas bis de todo o mundo.

Entretanto, as coisas não saíram como esperado para Rita, e alguns artistas LGBT do meio musical resolveram criticar a nova música.

Uma dessas artistas foi Hayle Kiyoko, atriz e cantora que se identifica como lésbica. Em seu Twitter, a artista disse que não tem nada contra Ora, mas acredita que sua nova música “alimenta um fetiche masculino ao mesmo tempo em que marginaliza a ideia de mulheres que amam mulheres”. Ela ainda revelou que compreende que essa não era a intenção da música, mas acredita que ela poderia ter sido melhor trabalhada.


Katie Gavin, da banda MUNA, também resolveu se pronunciar sobre a música, dizendo que Girls a lembrou da época em que era mais jovem e que as pessoas acreditavam que ela estava confusa sobre sua sexualidade. Para ela, a música a fez recordar de quando a sexualidade feminina era considerada algo a ser observado por outras pessoas e não algo que deva ser sentido.