Estrela de Smallville admite que deu ideia para culto marcar mulheres a ferro quente

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A história da atriz Allison Mack, conhecida pelo papel de Chloe Sullivan em Smallville, e o culto religioso/sexual NXIVM, que reportadamente transformava mulheres em escravas sexuais e as marcava com ferro quente, está ficando cada vez mais bizarra.

Em entrevista com autoridades do FBI vazadas ao The New York Times, Mack admitiu que marcar suas “escravas sexuais” com o símbolo da Nxivm foi ideia dela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu dizia a elas: ‘Vocês querem tatuagens?’. As pessoas ficam bêbadas e se tatuam ‘BFF’ no tornozelo, ou qualquer outra coisa. Eu tenho duas tatuagens e elas não significam nada”, teria dito Mack.

As entrevistas aconteceram no começo do ano, antes que os dois fossem presos.

História de culto com escravas sexuais de estrela de Smallville vai virar série

Mack, de 35 anos, compareceu ao Tribunal Federal do Brooklyn no dia 1º de maio após pagar fiança de US$ 17 milhões para aguardar julgamento em liberdade.

Mack foi vista no México com Raniere, pouco antes do próprio ser preso. Uma companheira de elenco de Mack em Smallville, Kristin Kreuk (Lana Lang), também foi acusada de participar do culto – mas negou tudo em declaração.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio