Poucos dias depois de um escândalo em que a mídia descobriu que supostas fotos de Thomas Markle se preparando para o casamento real eram falsas, o pai da atriz Meghan Markle revelou que não deve comparecer ao evento.

Agora, a moça fez “um apelo final” ao pai para que ele a leve até o altar no dia do casório, segundo o Daily Mail.

O veículo diz que Markle ficou “perturbada” ao ouvir a justificativa do pai para faltar na cerimônia, dizendo que queria “poupar a filha de passar ainda mais vergonha”.


“Isso não é o que ela quer. Ela obviamente quer o pai dela lá. E pensar que ele não vai estar lá não é algo que a dê alívio ou prazer. Ela e o príncipe Harry estão implorando para que as pessoas lhe deem algum espaço”, diz uma fonte.

“Eles vêm dizendo isso há semanas, enquanto tentam oferecer apoio e ajuda ao pai de Meghan. Ele está claramente se sentindo sob imensa pressão. A preocupação dele é real e genuína”, completa.

O casamento acontecerá na St. George’s Chapel, no Castelo de Windsor, no sábado (19). Para chegar até lá, no entanto, Harry e Meghan andarão de carruagem pelas ruas da capital britânica – e já escolhem o veículo.

Vestido de casamento de Meghan Markle custará quase R$ 500 mil; saiba mais

O casal real recentemente compareceu ao Commonwealth Youth Forum, que reúne jovens ativistas sociais britânicos, e revelou que vai focar seu trabalho filantrópico em causas da população LGBT – confira.

Harry e Meghan avisaram ainda em comunicado oficial que os convidados do casamento real estão dispensados de comprarem presentes para o casal – ao invés disso, a dupla sugeriu uma doação para sete instituições de caridade pessoalmente escolhidas por eles.

Nos Estados Unidos, o casamento real será exibido nos cinemas, sem comerciais e ao vivo, a partir das 10 da manhã do próximo sábado (saiba mais).