Oito mulheres acusaram o ator Morgan Freeman, vencedor do Oscar por Menina de Ouro, de assédio sexual e comportamentos inapropriados no set, segundo nova reportagem da CNN.

O veículo conversou com um total de 16 pessoas – oito mulheres que alegaram o assédio e oito que disseram testemunhar o comportamento descrito por elas.

Uma jovem assistente de produção que trabalhou em Despedida em Grande Estilo, comédia lançada em 2017, alega que Freeman a tocava sem permissão e fazia comentários sobre seu corpo.


“Uma vez, Freeman ficou tentando levantar a minha saia, perguntando se eu estava usando calcinha. Ele fez isso várias vezes. Alan [Arkin, que também estava no elenco] teve que falar para ele parar com isso, e então ele ficou sem saber o que dizer”, disse uma das mulheres.

Namorado é condenado por matar neta de Morgan Freeman a facadas

Outra produtora, essa de Truque de Mestre (2013), reportou comportamentos similares. Ela disse que Freeman fazia constantes comentários sobre os corpos das funcionárias femininas da produção, o que levou várias delas a censurarem a forma como se vestiam.

“Todo mundo sabia que, se Morgan estava no set aquele dia, era melhor não usar qualquer tipo de roupa justa, que deixasse o contorno do corpo à mostra, ou então ele iria comentar – sobre os nossos seios ou o nosso bumbum”, contou.

Freeman não respondeu às acusações.