Thomas Markle, pai da atriz Meghan Markle, noiva do Príncipe Harry, está sendo acusado de produzir fotos falsas de seu processo de preparação para o casamento da filha, informou o Page Six.

Markle teria contratado o fotógrafo de celebridades Jeff Rayner para tirar fotos suas enquanto fingia ler dicas de como levar à filha ao altar e fazer um teste para o seu terno de cerimônia. No caso do teste do terno, Thomas teria até mesmo trazido consigo um fita métrica que teria dado um rapaz para que ele usasse para fingir que estava medindo o tamanho de Markle.

Durante o processo de fotografia das fotos, Thomas tentava transparecer a sensação de que havia sido pego de surpresa pelo fotógrafo, o que aumentaria o valor das fotos. Segundo a publicação, ele e Rayner teriam conseguido US$ 135 mil com a venda das fotos para tabloides ingleses.


As fotos foram publicadas em um momento que a família real do Reino Unido tem pedido para que os paparazzis deixam a família de Meghan em paz.

O casamento acontecerá na St. George’s Chapel, no Castelo de Windsor. Para chegar até lá, no entanto, Harry e Meghan andarão de carruagem pelas ruas da capital britânica – e já escolhem o veículo.

Vestido de casamento de Meghan Markle custará quase R$ 500 mil; saiba mais

O casal real recentemente compareceu ao Commonwealth Youth Forum, que reúne jovens ativistas sociais britânicos, e revelou que vai focar seu trabalho filantrópico em causas da população LGBT – confira.

Harry e Meghan avisaram ainda em comunicado oficial que os convidados do casamento real estão dispensados de comprarem presentes para o casal – ao invés disso, a dupla sugeriu uma doação para sete instituições de caridade pessoalmente escolhidas por eles.

Nos Estados Unidos, o casamento real será exibido nos cinemas, sem comerciais e ao vivo, a partir das 10 da manhã do próximo sábado (saiba mais).