Durante uma entrevista à revista Event Magazine, o cantor Roger Daltrey, conhecido como o vocalista da banda The Who, criticou o movimento #MeToo, que pede igualdade para mulheres e o fim do assédio em ambientes de trabalho.

Para Daltrey, astros de rock não assediam mulheres, pois eles “não precisam”. “Por que um astro do rock precisaria ir para cima das mulheres? Geralmente, é o contrário. Eu gostaria de ganhar um dólar para cada mulher que apertou a minha bunda. Mick Jagger seria um bilionário com isso” disse o músico.

Cate Blanchett lidera protesto por igualdade de gênero no Festival de Cannes


O vocalista ainda acredita que os movimentos como o #MeToo, que ganharam força nas redes sociais e foram adotados por diversas mulheres de diferentes áreas, com o cinema sendo a principal dela, teria acabado caso ocorresse apenas no meio dos músicos de rock.

“Eu acho tudo isso tão desagadável. Trata-se sempre de alegações e é apenas uma porcaria lasciva” disse Daltrey.