Sylvester Stallone convenceu Donald Trump a dar perdão presidencial a boxeador

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Sylvester Stallone conseguiu convencer Donald Trump a dar o perdão presidencial (ainda que póstumo) ao boxeador norte-americano Jack Johnson (1878-1946).

Johnson condenado à prisão no ano de 1913 por viajar com sua namorada para fora do estado em que viviam. Na época, uma lei local proibia o transporte de qualquer mulher para fora de seus estados natais com “propósitos imorais”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após assinar o perdão póstumo ao boxeador, Trump afirmou: “Jack Johnson foi o primeiro americano negro campeão do mundo no boxe, um verdadeiro lutador. Ele teve uma vida difícil”.

The King | Documentário relaciona Elvis Presley e Donald Trump; veja trailer

Stallone, o atual campeão peso-pesado do mundo Deontay Wilder e a tataraneta de Jack Johnson, Linda Bell Haywood, estavam com o presidente no Salão Oval da Casa Branca quando ele assinou o perdão oficial.

A condenação do boxeador é considerada hoje um caso simbólico do racismo da época. Todos os membros do júri eram brancos e a pena foi decidida após apenas duas horas de deliberações entre juiz, advogados e jurados.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio