Diretor de X-Men sobre acusação do estupro: “Só querem dinheiro”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O cineasta Bryan Singer respondeu pela primeira vez às acusações de estupro feitas contra ele por um homem, Cezar Sanches-Guzman, que tinha 17 anos na época do suposto incidente denunciado.

O posicionamento do diretor da franquia X-Men consta nos documentos enviados por seus advogados à Justiça dos EUA e divulgados pelo site The Blast.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com a publicação, Singer afirma que sua suposta vítima moveu o processo após pedir falência em 2014, e estaria apenas interessada em ganhos financeiros.

Produtora de X-Men diz que Bryan Singer “tem muitos demônios”

Os advogados de Singer ainda alegam que o pedido de falência não mencionou o processo movido por Guzman. Caso tivesse mencionado, os possíveis ganhos da vítima com o processo seriam direcionados ao governo norte-americano para pagar suas dívidas.

Segundo o The Blast, caso as acusações do cineasta sejam levadas em consideração pela Justiça dos EUA, Guzman poderá ser condenado a até cinco anos de prisão e a pagar uma multa de até US$ 500 mil.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio