Ex-designer da Pixar abre o jogo sobre comportamento ‘vulgar’ dentro do estúdio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A ex-designer gráfica da Pixar, Cassandra Smolcic, abriu o jogo sobre alguns comportamentos que aconteciam dentro do estúdio, principalmente relacionados a assédio sexual. Ela, que trabalhou lá entre 2009 e 2014, fez um ensaio para a Variety contando um pouco. Veja alguns trechos:

“Na Pixar, minha condição feminina era um inegável impedimento ao meu valor, mobilidade profissional e senso de segurança dentro da empresa. O estresse de trabalhar em meio a uma atmosfera flagrantemente sexista cobrava seu preço e foi um fator importante para me forçar a sair da indústria.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Muito parecido com John [Lasseter], os alvos femininos deste homem relatavam seus comportamentos vulgares e não profissionais por anos, mas sua posição e comportamento permaneciam os mesmos.”

Acusado de assédio, John Lasseter deixará a Pixar e a Disney no fim do ano

Um dos momentos mais marcantes do relato foi o que ela não pode participar de uma reunião do estúdio para o filme Carros 2 porque Lasseter tinha “dificuldade de se controlar com mulheres jovens”.

Ela concluiu dizendo que “A Disney e a Pixar precisam reconhecer que as mulheres e as minorias sub-representadas são tão capazes, talentosas, complexas e dimensionais quanto a fraternidade branca dos homens que monopolizaram a animação até agora. Narrativas femininas são dignas de contadores de histórias de classe mundial, e as mulheres merecem ser tratadas como iguais respeitados em qualquer comunidade criativa.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio