Harvey Weinstein utilizava hotéis para ”caçar” mulheres, apontam investigações

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com investigações reveladas pelo Daily Beast, o produtor Harvey Weisntein utilizava hotéis e restaurantes da rede Cipriani nos EUA para ”área de caça” com o objetivo de assediar mulheres.

As investigações apontam sobre a relação entre Weinstein e o empresário Giuseppe Cipriani, dono da rede de hotéis e restaurantes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cerca de 12 pessoas foram ouvidas, elas disseram que os dois eram próximos, investiam em negócios do outro e mantinham interesses em comum, Harvey levava atrizes aos hotéis, e Cipriani apresentava outras mulheres a ele.

Harvey Weinstein se declara inocente de acusações de estupro em julgamento

Harvey é acusado de cometer três assédios sexuais nos hotéis Cipriani e de estuprar uma mulher que conheceu nos mesmo estabelecimentos.

A reportagem diz que Weinstein tinha tratamento especial nas propriedades da Cipriani ao redor do mundo, em um possível acordo entre ele e o dono.

Para atrair vítimas manter controle sobre elas, Harvey oferecia hospedagem de graça em hotéis luxosos as celebridades.

Entre as mulheres que alegam assédio e abuso por parte de Weinstei estão Ashley Judd, Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie, Léa Seydoux, Lupita Nyong’o, Asia Argento, Rose McGowan, Lena Headey, Mira Sorvino e muitas outras.

Pouco após as acusações surgirem na imprensa, Weinstein foi demitido de sua produtora, a The Weinstein Company, que subsequentemente foi à falência e foi vendida.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio