Roseanne Barr chora durante sua primeira entrevista após sua demissão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Roseanne Barr chorou durante uma entrevista que deu ao podcast do rabino Shmuley Boteach, amigo de longa data da atriz (ouça o podcast aqui). Trata-se da primeira entrevista da atriz desde que ela foi demitida da ABC após um comentário racista que fez no Twitter.

“Eu sou faladeira e tudo isso, mas eu não sou estúpida, pelo amor de Deus, e eu nunca teria chamado qualquer pessoa negra de macaco. Eu nunca faria isso! E eu não fiz isso. E as pessoas pensarem que eu fiz isso me mata. Eu não fiz isso, embora eles achem que sim. E se eles realmente pensam isso, então eu sinto muito por ter sido tão errada e estúpida” disse a atriz aos prantos durante a entrevista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ele, porém, disse que não pede desculpas pelo tweet, mas que se arrepende pelo ocorrido. “Eu não peço desculpas. Eu me arrependo terrivelmente. Eu perdi tudo. E eu me arrependi disso antes de perder tudo e disse a Deus: ‘Estou disposta a aceitar quaisquer consequências que aconteça, porque sei que fiz errado’”. A atriz ainda disse que falou que iria deixar o Twitter, mas isso não impediu que a ABC a demitisse.

Após demitir Barr, a ABC cancelou o revival da série Roseanne, protagonizado pela atriz. O canal, porém, pretende seguir com a ideia de um spin-off, que não terá a personagem da atriz e nem qualquer ligação com Barr (saiba tudo).

Roseanne | Ex-marido de Roseanne Barr diz que estrela “queria” que série fosse cancelada

Barr enfrentou uma chuva de críticas ao se referir com termos derrogatórios a uma ex-conselheira do presidente Barack Obama. Barr caracterizou Valerie Jarrett, que é afro-americana, como “uma mistura da Irmandade Muçulmana com Planeta dos Macacos”.

Desde então, Barr se desculpou no Twitter: “Eu peço desculpas a Valerie Jarrett e a todos os americanos. Eu realmente sinto muito por ter feito essa piada ruim sobre as políticas e o visual dela. Me perdoem, a piada foi de mau gosto”.

O chefe da ABC, Channing Dungey, liberou uma declaração junto com o anúncio do cancelamento: “As falas de Roseanne são repugnantes, aberrantes e inconsistente com os valores da ABC”.

Ao lado das nove temporada originais da série, exibidas entre 1988 e 1997, a próxima seria a 11ª temporada da sitcom.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio