Cesar Millan, conhecido na televisão como o Encantador de Cães, revelou em entrevista que aos 21 anos (hoje tem 48) resolveu que iria se mudar para os Estados Unidos. No entanto, sem condições financeiras, teve que fazer isso de maneira ilegal.

Millan tinha o sonho de ser um grande treinador de cães e sabia que a mudança era necessária. A revelação, justamente em época de polêmica sobre a imigração nos Estados Unidos, foi feita para o programa de Jada Pinkett Smith, o Red Table Talk.

O apresentador relembrou os momentos tensos que viveu, justamente no Natal. Millan atravessou a fronteira com 100 dólares, mas afirmou que não sabia se chegaria vivo do outro lado.


Cão que ficou famoso ao participar de comercial de TV morre nos EUA

“Eles podem vender você. Eles podem te matar por órgãos. Quero dizer, morrer é mais provável do que conseguir atravessar”, destacou para Jada.

Assim que conseguiu chegar aos EUA, Millan começou a limpar canis em Inglewood, na Califórnia. Depois, começou a trabalhar cuidando de cachorros. Até que um dia, o jornal Los Angeles Times ouviu falar do mexicano que queria ter seu próprio programa.

Millan está no ar desde 2004 com O Encantador de Cães. Nos Estados Unidos, é um dos apresentadores mais populares. Admitindo que violou uma lei, Millan afirmou que foi puramente para realizar o grande sonho da sua vida.