Mesmo escalado constantemente para filmes, Johnny Depp não consegue deixar as polêmicas de lado. Agora, o ator está sendo acusado de agredir um gerente de locação do filme City of Lies.

De acordo com o portal TMZ, o caso teria acontecido ainda em abril de 2017, durante filmagens que aconteciam no centro de Los Angeles. A vítima é Gregg Brooks, que havia avisado que Depp e a equipe tinham tempo para apenas mais um tentativa de gravação de uma cena.

Foi quando o ator, extremamente irritado, avançou sobre o funcionário da produção.


“Quem você pensa que é? Você não tem o direito de me dizer o que fazer”, disparou Depp. Brooks ainda conta que o famoso deus dois socos em sua região abdominal.

“Eu lhe dou US$ 100 mil para bater no meu rosto agora”, ainda teria provocado o astro. Depois, os seguranças do ator o retiraram do local.

Curiosamente, o valor oferecido por Johnny Depp é o cobrado pelo gerente na justiça. Outro fato que chama atenção é que Brooks revelou que o famoso estava com bafo de álcool durante a confusão.

Em City of Lies, Johnny Depp é o detetive que investiga os assassinatos de Tupac Shakkur e Notorious B.I.G. A história é detalhada no livro de não-ficção de mesmo nome. O roteiro foi adaptado por Christian Contreras, conhecido pelo trabalho como ator em Halo: Nightfall. O elenco ainda conta com Forest Whitaker.

A estreia ficou para 7 de setembro nos EUA – sem previsão no Brasil.