A polêmica envolvendo tuítes antigos e depois a demissão de James Gunn, ganha novos traços em Hollywood. Agora, foi a vez da humorista Roseanne Barr dar declarações sobre o diretor.

Barr afirmou não estar gostando dos defensores do ex-diretor de Guardiões da Galáxia. Vale lembrar que a veterana perdeu o seu programa e foi demitida após fazer um comentário racista na internet.

“Estou enojada por ler todas as mensagens de apoio às piadas de pedofilia de James Gunn, já que as mesmas pessoas apoiaram a minha demissão por uma piada que elas nem entenderam”, declarou a atriz em seu Twitter.


A comediante foi demitida ainda em maio, também pela Disney. Na época, Barr fez um comentário afirmando que a assessora de Barack Obama, Valerie Jarrett, era o resultado da mistura de macacos e de uma irmandade muçulmana.

Em defesa a James Gunn, ator quer que Disney remova a sua voz de dublagens para empresa

Durante a última semana, uma série de tweets de Gunn fazendo piadas com pedofilia anos atrás foram resgatados. As piadas de Gunn fizeram com que na tarde desta sexta-feira ele fosse demitido pela Marvel da direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 (saiba mais).

Gunn chegou a se manifestar após a demissão, dizendo que suas piadas antigas não manifestam a pessoa que ele é hoje (saiba tudo o que ele disse). Enquanto isso, fãs do diretor fizeram uma petição para sua readmissão.

Guardiões da Galáxia Vol. 3 tinha previsão de estreia para 2020. Gunn estava trabalhando no roteiro, que começaria a ser filmado já nos próximos meses. A Disney não comunicou como ficará o cronograma do longa com a saída do diretor.