Krista Vernoff, que tem atuado como showrunner da série Grey’s Anatomy desde de 2005, revelou no Twitter na última sexta-feira (27) que sofreu assédio sexual por parte de um grande executivo da TV que ela resolveu não dizer o nome.

O caso teria ocorrido quando Vernoff estava gravando o episódio piloto de uma série. Ela explicou que o “presidente do estúdio gostava de fazer mensagens nos ombros dos outros. Ele parecia um cara legal. Eu não achava que ele tinha nenhuma intenção ruim, mas eu não gosto de ter massagens no pescoço”.

Ela explicou que esse “homem poderoso estava me dando uma grande massagem no pescoço. Ele estava me machucando de forma não intencional, e eu estava com medo de pedir para que ele parasse”. Vernoff explicou que chegou a deixar que ele continuasse a fazer massagens em seu pescoço, pois além do medo, sabia que precisava que ele financiasse o seu projeto e que ele fosse ao ar. Ela, porém, deixou claro que não gostou do ocorrido e disse que acredita nas mulheres corajosas o bastante para enfrentar homens poderoso revelando o assédio pelo qual passaram.


Grey’s Anatomy | Atriz revela que final da 14ª temporada foi “o mais difícil de gravar”

A ABC ainda não anunciou quando Grey’s Anatomy retorna para a sua 15º temporada.