Stan Lee desiste de processo de 1 bilhão de dólares contra empresa de quadrinhos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O famoso editor de quadrinhos Stan Lee desistiu do processo contra a POW! Entertainment. Há alguns meses, Lee acusou a empresa de tê-lo enganado e feito assinar um termo em que cedia o uso do seu nome e de direitos autorais. Lee pedia que a empresa o pagasse 1 bilhão de dólares pelos danos morais.

Em comunicado publicado pela The Hollywood Reporter, Stan Lee informou que tudo não passou de uma verdadeira “confusão”. Além disso, o nome forte da Marvel afirmou estar “feliz” por poder voltar ao trabalho com os colegas da POW!.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Toda a coisa foi confusa para todo mundo, incluindo eu e os fãs, mas agora estou feliz de estar cercado por pessoas que querem o melhor para mim. Estou entusiasmado em deixar o processo para trás e voltar a trabalhar com meus amigos e colegas da POW! e lançar a próxima incrível onda de histórias e heróis”, escreveu Lee.

Justiça nega pedido de ordem de restrição de Stan Lee contra seu ex-empresário

Stan Lee havia iniciado o processo em maio. Na época, o editor e escritor havia acusado diretores da POW! de terem “roubado” a sua identidade em um esquema que envolvia a venda da companhia para empresários chineses. Lee ainda havia garantido que assinou um documento pensando ser para o uso não-exclusivo do seu nome em linhas criadas pela empresa.

Em abril, a POW! defendeu-se afirmando que Lee estava sendo prejudicado por pessoas que estavam gerindo a sua vida. O site The Hollywood Reporter chegou a publicar que o famoso editor estava sofrendo abusos pelas pessoas responsáveis pelo seu bem-estar.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio