Shirley Manson, famosa por liderar a banda Garbage, revelou em coluna ao The New York Times que sofre com duas condições desde a adolescência. A cantora afirmou que tem depressão e que sempre se auto-mutilou.

Durante o texto, Shirley revelou que tudo começou durante o ensino médio. Mesmo depois, em que adquiriu fama, a cantora contou que nada mudou.

“Eu não sabia que era uma ‘auto-mutiladora’ até a primeira vez que escolhi me cortar. Eu nem sabia que era uma ‘coisa'”, revelou a artista para o jornal.


O texto foi intitulado A Primeira Vez que Me Cortei e traz detalhes dos momentos de tensão que Shirley passou. Na adolescência, a cantora chegou a afirmar que para tentar superar as condições, chegou a manter relações com múltiplos parceiros, usar drogas e beber grandes quantidades de álcool.

Janet Jackson revela luta contra a depressão

“Eu costumava cair em uma depressão esmagadora, lutando para sair da cama antes das 4 da tarde. Tendo sido reprovada na escola, eu não tinha um futuro definido em mente”, ainda escreveu.

Aos 51 anos, Shirley comentou que ainda lembra a primeira vez que a auto-mutilação aconteceu. Foi após a briga com um namorado que a maltratava e tinha problemas de raiva. Com o tempo, a situação apenas piorou.

“Os cortes foram mais profundos. Eu escondia as cicatrizes sob minhas meias e nunca falei uma palavra sobre isso para ninguém”, ainda revelou.

Durante a carreira, como na turnê de lançamento do álbum Version 2.0, Shirley afirma que se auto-mutilou. Ao final do texto, escreve que atualmente tenta combater o seu instinto depressivo.

“Eu prometo me manter firme. Eu escolho falar. Eu tento ser gentil, não só comigo mesma, mas também com outras pessoas. Eu me envolvo com aqueles que me tratam bem”, concluiu a cantora.