Nesta sexta-feira (17), um juiz emitiu uma ordem de restrição contra vendedor de lembranças, Keya Morgan, que agora deve permanecer distante de Stan Lee por três anos, após ter sido acusado de fraude e abuso.

De acordo com a Variety, o pedido pela ordem de restrição foi feito pelo advogado de Lee, Jonathan Freund, que solicitou que Morgan fosse proibido de chegar mais perto que 90 metros do famoso quadrinista.

Stan Lee não vai mais participar de eventos públicos de autógrafos


Laura Hymowitz concedeu a ordem e também ordenou que Morgan não entre em contato, ou chegue perto da filha de Lee, J.C. Lee, ou de se irmão, Larry Lieber.

“Stan está indo bastante bem”, disse Freund fora do tribunal. “Ele está trabalhando de novo e sua saúde está melhorando. Ele continua criando personagens”.

Stan Lee tem passado por um período difícil após a morte de sua esposa. O quadrinista também está processando seu antigo empresário, Jerry Olivarez, acusado de roubar 1,4 milhões das contas de Lee.