Emma Watson escreve carta aberta para mulher que morreu após ter um aborto negado na Irlanda

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Emma Watson divulgou na revista Porter uma carta aberta para Savita Halappanavar, uma mulher que morreu na Irlanda após ter tido um aborto negado por um grupo de médicos em 2012. O caso chocou o país e movimentou diversas ativistas na época que pediram para o governo legalizar o aborto.

“Você não queria se tornar o rosto de um movimento, você queria um procedimento que salvasse sua vida” escreveu Watson no começo de sua carta. “Quando a notícia de sua morte foi divulgada em 2012, o apelo urgente da ação das ativistas irlandesas reverberou em todo o mundo – e revogou a oitava emenda da Constituição irlandesa”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Savita estava grávida de 17 semanas, quando passou por complicações na gestação e foi levada para o hospital. Ela pediu por um aborto, mas os médicos alegaram que ela não corria risco de vida. Ela faleceu em 28 de outubro de 2012 e uma lei de proteção a vida durante a gravidez foi aprovada na Irlanda em 2013.

No Twitter, Watson compartilhou uma imagem da carta que ela escreveu para a revista Porter. Veja logo abaixo.

Emma Watson aparece como Mulher-Maravilha e fãs vão à loucura

Atualmente, Emma Watson faz parte do elenco do filme Little Women. A obra deve ser dirigida por Greta Gerwig e ainda ter Meryl Streep e Timothée Chalamet no elenco.

Ainda não há data de estreia definida para Little Women.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio