Jane Fonda se abre sobre suicídio de sua mãe: “Você acha que é sua culpa”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em novo documentário da HBO, Jane Fonda in Five Acts, a estrela de Grace and Frankie fala sobre crescer com uma mãe bipolar e como ela aprendeu a entendê-la e a perdoá-la.

“Se você tem uma mãe que não é capaz de ser presente, não é capaz de olhar para você com amor, há um grande impacto em sua percepção de si mesma”, disse Fonda à People.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Quando criança, você sempre acha que é sua culpa… por que a criança não pode culpar o adulto, porque eles dependem do adulto para sobreviver. Demora muito para superar essa culpa”, continuou a atriz.

Jane Fonda in Five Acts | “Tenho orgulho de quase tudo o que fiz”, diz atriz em trailer do documentário da HBO

Em 1950, a mãe de Jane Fonda cometeu suicídio, quando Jane tinha apenas 12 anos. Ela cortou sua própria garganta enquanto estava internada em uma instituição psiquiátrica. O pai de Jane, Henry, contou a ela e seu irmão que sua mãe morreu de ataque cardíaco. Jane apenas descobriu a verdade ao ler uma revista.

“Quando escrevi minhas memórias, dediquei o livro à minha mãe, porque eu sabia que se fizesse isso… eu seria forçada a realmente tentar entendê-la”, disse Fonda. “Eu nunca a conheci porque ela sofria de bipolaridade”.

Foi muito depois que Fonda teve acesso aos registros médicos de sua mãe e através deles descobriu da doença de sua mãe.

“Quando você faz esse tipo de pesquisa… se você pode alcançar respostas, o que eu consegui, você acaba sendo capaz de dizer, ‘não teve nada a ver comigo’”, revelou a atriz.

Jane Fonda in Five Acts estreia na HBO em 24 de setembro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio