Samira Wiley, de Orange is the New Black, é abertamente lésbica, mas a revelação de sua sexualidade saiu pela boca de outra pessoa.

Falando ao podcast Nancy sobre a experiência, Wiley revelou que um membro do elenco da série acabou soltando a informação em uma entrevista, sem seu conhecimento ou consentimento.

“Alguém do elenco, na verdade, durante a entrevista em que falavam sobre membros do elenco que eram gays, e eles mencionaram meu nome e eu vi na publicação e chorei”, revela Wiley.


“Eu chorei muito. E tipo, eu tentei tirar do ar. Eu tinha uma jornada. Eu não fui sempre tão aberta, mas, sabe, é. Mais especificamente, isso é algo que alguém tirou de mim. Você deve poder sair do armário em seus próprios termos, então isso provavelmente foi um pouco mais profundo”, continua a atriz.

Orange Is the New Black | Terminou de maratonar a 6ª temporada? Confira tudo o que sabemos da 7ª!

“Eu não estava assumida no começo e eu acho que me apaixonar por Poussey, o que é uma coisa que realmente aconteceu comigo, me ajudou a me apaixonar por mim mesma também”, acrescentou.

“Eu acho que se eu não estivesse interpretando essas personagens, eu me pergunto como seria minha própria jornada de orientação sexual, como eu a abraçaria, como eu andaria pelo mundo se eu não tivesse abraçado essas personagens que eu fui”, completou Wiley.

Todas as temporadas de Orange is the New Black estão disponíveis no catálogo da Netflix.