Gerard Butler e outros de Hollywood cortam relações com a Arábia Saudita após desaparecimento de jornalista

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gerard Butler (300) está entre as personalidades de Hollywood se posicionando contra o governo da Arábia Saudita. O ator viajaria ao país para promover Fúria em Alto Mar, novo filme no qual interpreta um capitão de submarino, mas ele optou por não visitar o país.

A tensão surgiu quando Jamal Khashoggi, jornalista árabe, correspondente do Washington Post, desapareceu no dia 2 de outubro após ir até a embaixada da Arábia Saudita na Turquia para obter documentos para seu casamento com uma cidadã turca. Khashoggi era conhecido pelas suas críticas ao governo da Arábia Saudita.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fúria em Alto Mar | Gerard Butler e Gary Oldman tentam impedir terceira guerra mundial no trailer nacional

Uma investigação conjunta de autoridades da Turquia e da Arábia Saudita está sendo conduzida, mas as autoridades turcas disseram que eles têm motivo para acreditar no assassinato do jornalista.

Além de Butler, diversas outras entidades da indústria de Hollywood se posicionaram contra o governo, como a Viacom, Los Angeles Times e a CNBC.

Resta aguardar para saber como as relações comerciais da indústria cinematográfica com o país serão afetadas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio