Javier Bardem defende o “gênio” Woody Allen e diz que trabalharia com ele de novo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Hollywood é muito decisiva quando o assunto é o caso de Woody Allen, acusado de pedofilia na década de 90 por Mia Farrow e sua filha, Dylan Farrow.

As acusações praticamente colocaram Allen em uma lista negra da indústria, com alguns de seus projetos encontrando dificuldade para ter lançamento e distribuição nos EUA.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Porém, o ator Javier Bardem (que trabalhou com o diretor em Vicky Cristina Barcelona) continua defendendo o diretor e roteirista, falando à Variety que continuaria trabalhando com Allen.

Durante uma Masterclasse em Lyon, na França, Bardem chamou Allen de “gênio” e disse que “trabalharia com ele amanhã”.

“Hoje, 11 anos depois, é a mesma acusação. Acusações públicas são muito perigosas. Se algum dia houver um julgamento e for provado ser verdade, eu mudaria minha opinião, mas nesse momento, nada mudou”, declarou o ator, referindo-se ao veredito do julgamento, de anos atrás.

Mia Farrow fala sobre casamento com Woody Allen: “Não é tudo preto e branco”

O próximo filme de Woody Allen, A Rainy Day in New York, foi completado, mas pode ser engavetado pela Amazon Studios.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio