Keira Knightley revela que teve colapso mental aos 22 anos: “Era uma batalha todo dia”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Keira Knightley (Anna Karenina, Piratas do Caribe) revelou ao podcast The Hollywood Reporter’s Awards Chatter sobre uma de suas fases mais difíceis no auge de sua carreira, onde sofreu um colapso mental após ser perseguida por paparazzi.

“Era muito lucrativo conseguir fotos de mulheres tendo surtos. Porque você queria que elas fossem sexy, mas você queria puni-las por essa sexualidade. Se você não estava surtando na frente deles, era válido para eles tentar te fazer surtar na frente deles”, diz Knightley, referindo-se às perseguições que sofreu de paparazzi.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“De repente tinha um nível de violência que parecia, no ar, que não é uma coisa que qualquer um reagiria muito bem. Eu acho que eu sempre tive um botão de f***-se e era óbvio que eles me queriam ver cair, e eu tinha uma atitude de, tipo, ‘Eu não vou dar o que você quer’. Então era uma batalha todo dia quando saía de casa”, continua a atriz.

Keira Knightley quer ver mais filmes dirigidos por mulheres em Hollywood

“Eu tive um colapso mental aos 22 anos, então eu tirei um ano de folga e fui diagnosticada com estresse pós-traumático por causa de todas essas coisas”, revelo a atriz, que na época promovia Piratas do Caribe: No Fim do Mundo e Desejo & Reparação.

“Eu fiz terapia sério e um dos terapeutas me disse, ‘É incrível, eu normalmente venho aqui e tem pessoas que acham que outras pessoas estão falando sobre elas e até acham que estão sendo seguidas, mas na verdade não estão. Você é a primeira pessoa com quem isso realmente está acontecendo!’”, completou Knightley.

Ainda este ano, Keira Knightley poderá ser vista nos cinemas com O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos, da Disney, e o drama biográfico Colette.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio