Marca criada por Gwyneth Paltrow é processada por propaganda enganosa e negligência ao consumidor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A controversa marca de estilo de vida criada pela atriz Gwyneth Paltrow está passando por problemas novamente.

Um mês depois de resolver um caso de proteção ao consumidor na Califórnia, a empresa está sendo reportada a dois órgãos reguladores do Reino Unido, de acordo com o Mashable. A companhia de Gwyneth Paltrow está sendo processada pela organização pró-ciência Good Thinking Society por cerca de 113 declarações enganosas feitas em seu site, que violariam as leis de publicidade britânicas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Documentos obtidos pelo The Sunday Times mostram ainda que a Good Thinking Society alega que a Goop faz afirmações “potencialmente perigosas” sobre seus produtos de saúde, “cujos efeitos não são comprovados”.

Pai de Gwyneth Paltrow a impediu de se tornar uma “imbecil”

Em um dos produtos destinados a mulheres grávidas, por exemplo, há 110% do valor diário recomendado de vitamina A, sendo que a Organização Mundial da Saúde sugere que gestantes não tomem suplementos contendo esta vitamina por causa dos riscos potenciais.

Representantes da marca de Gwyneth Paltrow ainda não se pronunciaram sobre o novo processo. Nos últimos anos, a empresa ficou famosa por pagar acordos milionários a clientes insatisfeitos ou prejudicados por seus produtos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio