Publicidade

Natalie Portman revela que não tinha muitas amigas em Hollywood antes do #MeToo

Publicado por Lucas Nascimento

31/10/2018 00:17

Após a onda de acusações de abuso sexual em Hollywood, o movimento do #MeToo veio como uma resposta a esse comportamento vil, com diversas mulheres da indústria se unindo para proteção.

Em entrevista para a Vanity Fair, a atriz Natalie Portman (Cisne Negro, Closer – Perto Demais) falou sobre como o movimento ajudou a mudar sua relação em Hollywood.

“Geralmente você é a única garota no filme. O movimento fez com que nós nos unisse. Estamos ativamente nos reunindo. Só o poder de nós podendo conhecer outras mulheres na nossa própria indústria e compartilhar informações que podem nos ajudar a ser mais seguras, mais produtivas e mais bem-sucedidas”, falou Portman.

“Todas essas coisas que estão acontecendo, é estranho ter passado por todos esses ambientes. Como o set de Beautiful Girls – todas as mulheres naquele filme falaram”, continua.

“Eu fui capaz de, de alguma forma, não ter uma experiência como essa, então definitivamente é um privilégio estranho para se manter. Saber o que tantas mulheres passaram e estava passando bem do meu lado… Essas mulheres que eu admirei tanto e me senti tão sortuda por trabalhar junta. Elas eram super bondosas comigo e super apoiadoras, modelos inspiradoras. Foi completamente chocante para mim saber que elas passaram por isso”, explica a atriz.

Natalie Portman quer que Hollywood pare de chamar as mulheres de “loucas ou difíceis”

Atualmente, a atriz está divulgando seu novo filme, o drama musical Vox Lux.

Publicidade