Pessoas criticam Johnny Depp ser chamado de “fora da lei” em capa de revista

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A revista GQ foi acusada de glamourizar o suposto comportamento destrutivo de Johnny Depp na capa de sua mais nova edição, que o chama de “fora da lei”.

O ator foi acusado pela sua ex-esposa, Amber Heard (Aquaman), de violência doméstica e está sendo processado por supostamente ter socado um membro da equipe de filmagens do filme City of Lies.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com isso, as pessoas têm criticado duramente a revista e o ator nas redes sociais, ressaltando que, apesar das acusações, ele ainda conseguiu um papel de destaque, como Grindelwald, em Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald.

Richard Says Goodbye | Filme com Johnny Depp garante distribuição nos EUA

“Amber Heard se abriu com as alegações de abuso doméstico e foi forçada a não prestar queixas. Johnny Depp, por sua vez, é o personagem titular no novo blockbuster de Harry Potter e na capa da GQ. Digam-me novamente como essas acusações acabam com as carreiras de homens?”, escreveu Philip Ellis (da MTV UK) no Twitter.

“Não acredito que eu tenho de dizer isso, GQ, mas ser acusado de violência doméstica não faz uma pessoa legal. Não faz de você um “fora da lei”. Não faz você um herói sexy e conflituoso. Não significa que você conhece o “tormento”. Não leva você à “sórdida e bela verdade”, disse Anna Leszkiewicz.

“Meu Deus, GQ, você está nos trollando com essa capa? Isso é real?! Johnny Depp o “fora da lei” que fala sobre “violência”. Eu não consigo. Nojento”, escreveu Hannah Dickinson.

Veja os tweets originais abaixo:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio