O controverso apresentador e comediante Bill Maher está mais uma vez metido em polêmica por conta de seus comentários provocantes; desta vez, sobre o falecimento de Stan Lee.

Em uma postagem em seu blog, Maher questionou a importância do legado de Stan Lee, falecido recentemente, e criticou os norte-americanos por “usarem sua inteligência para coisas estúpidas”, como ler histórias em quadrinhos.

Confira o texto completo mais abaixo.


“O cara que criou o Homem-Aranha e o Hulk morreu, e a América está de luto. Uma manhã profunda para um homem que inspirou milhões a, não sei, assistir um filme. Alguém no Twitter postou: ‘Sou incrivelmente grato por ter vivido em um mundo que incluía Stan Lee’.”

Pessoalmente, sou grato por ter vivido em um mundo que incluía oxigênio e árvores. Não tenho nada contra histórias em quadrinhos – eu as lia quando era criança. Mas a suposição que todos tinham naquela época, tanto os adultos quanto as crianças, era que os quadrinhos eram para crianças e, quando você crescia, passava a ler livros grandes sem ilustrações.

Mas então, vinte anos atrás, algo aconteceu – os adultos decidiram que não tinham que desistir das coisas das crianças. E assim eles fingiram que as revistas em quadrinhos eram na verdade literatura sofisticada. E como a América tem mais de 4.500 faculdades – o que significa que precisamos de mais professores do que pessoas inteligentes – algumas pessoas burras se tornaram professores escrevendo teses sobre o Surfista Prateado. E agora, quando os adultos são obrigados a fazer coisas adultas, como comprar um seguro de automóvel, agem como se fosse uma luta gigantesca.

Não estou dizendo necessariamente que ficamos mais idiotas. Em média somos mais inteligentes em muitos aspectos do que nos anos 40, quando uma grande noite era um curta dos Três Patetas e um musical da Carmen Miranda. O problema é que estamos usando nosso conhecimento para coisas estúpidas. Não acho que seja absurdo sugerir que Donald Trump só poderia ser eleito em um país que acha que quadrinhos são importantes.”

Stan Lee será homenageado em capas de quadrinhos da Marvel

O co-criador de Homem-Aranha, Pantera Negra, Vingadores e X-Men foi levado às pressas para um hospital de Los Angeles na segunda-feira (12), onde faleceu. Stan Lee tinha 95 anos.

O quadrinista ainda deve aparecer em alguns futuros filmes da Marvel, já que suas participações foram gravadas com antecedência.

O último trabalho de Stan Lee para a Marvel foi uma releitura de sua primeira história escrita para a antecessora da empresa, a Timely Comics, publicada em 2014 no especial de 75 anos da Marvel.