China é um dos países que mais chorou morte de Stan Lee, que teve última criação voltada para o país

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A China é um dos países que mais comentou a morte de Stan Lee, lendário quadrinista da Marvel, aos 95 anos. Na rede social do país asiático, o assunto foi visto mais de 1,21 bilhões de vezes, afirma a Variety.

De acordo com a publicação, os números do Weibo, rede equivalente ao Twitter, foram contados no período entre segunda, quando foi noticiada a morte de Stan Lee, e a manhã desta quarta (14).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A relação com os chineses era bastante próxima, tanto que a última criação oficial do quadrinista foi um herói chinês chamado Jewel, inspirado na cantora Gloria Tang Tsz-kei. Além disso, há informações de que fãs voltaram a procurar o filme do Venom nos cinemas para conferir o anti-herói da Marvel e a aparição do quadrinista.

Stan Lee criou seu último super-herói antes de morrer

Nas redes sociais chinesas, importantes nomes locais fizeram anúncios sobre a morte de Stan Lee. A Camsing International, que comprou a POW! Entertainment do quadrinista, afirmou que continuará desenvolvendo as criações do artista.

Já Jackie Chan quer criar um projeto inspirado no quadrinista para China. A ideia é de um filme com um super-herói local.

“Muitos anos atrás eu conheci ele nos Estados Unidos com o sentimento de conhecer um ídolo. Naquele tempo, ele disse que esperava que pudéssemos trabalhar juntos em um filme chinês de super-herói. Todos esses anos, sempre esperamos tornar isso realidade… adeus, super-herói”, escreveu o ator no Weibo.

Stan Lee deve continuar aparecendo em filmes da Marvel. Antes do falecimento, o quadrinista deixou cenas gravadas para os futuros lançamentos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio