O 2019 da Dior não começou bem. A marca está sendo severamente criticada nas redes sociais por escalar Jennifer Lawrence para ser a estrela de uma nova coleção.

O que acontece é que a linha é inspirada na herança mexicana. Por conta disso, atriz e marca não escaparam da acusação de apropriação cultural.

“Uma das inspirações para campanha são as cavaleiras mexicanas, então estou empolgada em celebrar essa herança de um jeito moderno”, diz a atriz em vídeo de divulgação.


Nas redes sociais, os fãs não perdoaram a marca:

“Quantos encontros de marketing a equipe da Dior teve antes de decidir que Jennifer Lawrence era o melhor rosto para uma linha de inspiração ‘mexicana moderna'”, disse um usuário no Twitter.

True Blood | Série quase teve Benedict Cumberbatch, Jessica Chastain e Jennifer Lawrence em seu elenco

“Como você vai fazer uma campanha e quer capitalizar as mulheres mexicanas e não tem nenhuma mexicana nos anúncios? Faça isso ter sentido”, reclamou outra na rede social.

“Última coleção da Dior é inspirada nas ‘cavaleiras mexicanas’, mas Jennifer Lawrence é a modelo. Me faça imaginar quantas pessoas da herança mexicana ajudaram a criar a linha no primeiro lugar…”, logo destacou outra.

A Dior não respondeu às críticas. De acordo com o Daily Mail, a marca vem usando mulheres mexicanas para divulgar a coleção. Quando a linha foi lançada em maio, a diretora criativa Maria Grazia Chiuri usou oito modelos locais para apresentá-la. Além disso, as fotógrafas que trabalham na campanha são mexicanas, entre os nomes estão Maya Goded, Paola Vivas, Christina De Middel e Tania Franco Klein.

Nos cinemas, o próximo filme de Jennifer Lawrence a ser lançado é X-Men: Fênix Negra, que estreia no dia 14 de fevereiro de 2019.

Abaixo há algumas fotos de Jennifer Lawrence na campanha e as publicações dos críticos.