Hugh Hefner, fundador da revista Playboy, falecido em 27 de setembro do ano passado, voltou aos holofotes após uma informação inusitada sobre seus últimos dias ser revelada pelo tabloide The Sun.

Era Uma Vez em Hollywood, de Tarantino, teve cenas gravadas na mansão da Playboy

Uma fonte próxima ao empresário afirmou que ele ordenou que um caixão repleto de vídeos sexuais dele com diversas mulheres fosse desovado no oceano pacífico. A intenção por trás desse ato excêntrico foi evitar que a imprensa obtivesse as fitas e revelasse segredos sobre suas conquistas amorosas.


A revelação veio um mês após algumas das posses mais estimadas do empresário serem postas a leilão nos Estados Unidos, incluindo os seus caraterísticos cachimbo e roupão.

Mesmo sendo dono da mais famosa revista masculina do mundo e um ícone no mundo da pornografia, Hefner mantinha um certo nível de privacidade em sua vida pessoal, especialmente em relação às suas atividades sexuais.

Hugh Hefner morreu aos 91 anos, em sua icônica Mansão Playboy, devido a uma infecção bacteriana.