Nova evidência pode fazer com que processo contra Harvey Weinstein seja arquivado

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os advogados de Harvey Weinstein, produtor hollywoodiano que responde por acusações de assédio e abuso sexual, pediram nesta segunda (5) que o juiz que preside sobre a ação arquive o caso após a apresentação de uma mensagem de texto que uma das acusadoras teria enviado a Weinstein como evidência.

Harvey Weinstein é acusado de abusar de garota virgem de 16 anos de idade

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A assistente de produção Mimi Haleyi contou à imprensa em uma coletiva no ano passado, que Weinstein teria feito sexo oral nela contra sua vontade na sua casa em SoHo em 2006. Os advogados do produtor submeteram então como evidência uma mensagem enviada por Mimi para o celular de Weinstein em 12 de fevereiro de 2007, meses após o suposto abuso.

Na mensagem, se lia: “Olá! Estou só pensando se Harvey vai ter um tempo para me encontrar antes de ir embora”.

Ben Brafman, um dos membros da equipe jurídica de Weinstein afirmou que essa mensagem prova que a acusadora queria continuar em contato com o produtor mesmo após o suposto abuso sexual.

De acordo com análises jurídicas do processo, essa nova evidência pode ser a última coisa que a defesa de Weinstein precisava para arquivar a ação contra o figurão de Hollywood.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio