Veículo alemão admite ter “reproduzido incorretamente” falas de Ennio Morricone sobre Quentin Tarantino

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O aclamado compositor Ennio Morricone nunca chamou Quentin Tarantino de “cretino” e nem disse que os seus filmes são “um lixo”. Após a Playboy alemã ter publicado essas falas no sábado (10), o veículo voltou atrás e admitiu o erro.

Em comunicado, escrito pelo editor-chefe da revista, Florian Boitin, a publicação admitiu que Ennio Morricone nunca proferiu essas palavras ao diretor. Além disso, culpou o jornalista Marcel Anders pelo erro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Até o momento, nós considerávamos o jornalista freelancer que conduziu a entrevista com Ennio Morricone para nós, um renomado jornalista de meios impressos e do rádio. No passado, nós não tínhamos motivos para duvidar de sua integridade jornalística e de suas habilidades. Baseado nas informações que temos à disposição agora, nós devemos infelizmente assumir que as palavras ditas naquela entrevista foram reproduzidas incorretamente”, afirma o comunicado.

Ennio Morricone nega que tenha chamado Quentin Tarantino de cretino

A Playboy da Alemanha também pediu desculpas ao compositor pelo ocorrido.

No último domingo (11), Morricone afirmou que jamais deu entrevista à Playboy alemã e que pretendia entrar com ações legais contra a revista. “Eu entrei com contato com meu advogado na Itália e vou entrar com uma ação civil e penal”.

Por fim, Morricone ainda agradeceu à Academia do Cinema dos EUA, e elogiou Tarantino, dizendo que se sente “honrado eternamente por poder ter composto trilhas para os seus filmes”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio