Ava DuVernay, diretora de Selma, está investigando caso de racismo contra esportista que viralizou na internet

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A diretora e documentarista Ava DuVernay, conhecida por seu trabalho com o filme Selma, está investigando um caso de racismo contra um lutador de luta greco-romana em um vídeo que viralizou na internet.

Tudo começou quando Alan Maloney, o juiz de uma luta greco-romana entre dois esportista colegiais, obrigou o lutador Andrew Johnson a cortar os dreads que tinha na cabeça antes do início da luta, alegando que Johnson seria desclassificado por seu cabelo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um vídeo que mostra Johnson tendo seus dreads cortados viralizou na internet e chamou a atenção de DuVernay. “Alguém sabe o nome da escola de Andrew Johnson? Sim, temos de fazer pressão. Mas eu quero falar com os superiores da escola, em especial com os treinadores, que deixaram isso acontecer” escreveu a diretora no Twitter.

Ava Duvernay está desenvolvendo documentário sobre Prince para a Netflix

Pouco tempo depois, DuVernay retornou à rede social para comentar a importância dos dreads na identificação da cultura negra. “Eu não uso dreadlocs. Eles são parte de mim. Um presente. Significam algo para mim. Então ver o que aconteceu com esse jovem, me machucou. É um crime o que aconteceu com ele. Roubaram o que era dele. [Passei] duas horas em ligações ontem. Duas horas com o coração quebrado”.

O próximo trabalho de Ava DuVernay deve ser a direção de Central Park Five, série a ser lançada na Netflix em 2019.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio