Diretor de Z: A Cidade Perdida diz que cineastas e críticos de cinema são ruins em julgar filmes

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

James Gray, diretor de Z: A Cidade Perdida, está atualmente presidindo o júri do Festival de Cinema de Marraquexe, mas o próprio Gray acredita que sua posição como jurado é um problema.

Em entrevista ao Indie Wire, o diretor explicou que acredita que diretores e críticos de cinemas não são as melhores pessoas para julgarem a qualidade de um filme.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Diretores estão sempre pensando, ‘Eu poderia fazer isso’. Enquanto críticos estão sempre dizendo, ‘Essa parte do filme é igual a parte daquele filme de 1947…’. E é meio que ‘Caramba! Apenas assista ao filme e tente absorve-lo sem comparar com outro filme ou tentar coloca-lo em uma classificação” disse o diretor.

Gray tem uma história notória com problemas em torno de críticas e júris de festivais. Em 2013, seu filme
Era Uma Vez em Nova York dividiu a crítica de Cannes. O diretor então se queixou dizendo que o ambiente de Cannes era tóxico e mandou os críticos “irem se f****” durante uma entrevista.

De forma irônica, a Fox pretende lançar o próximo longa do diretor, o filme Ad Astra, durante o Festival de Cannes de 2019.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio