Geoffrey Rush, de Piratas do Caribe, reage à nova acusação de assédio sexual: “Foi tirada de contexto”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator de Piratas do Caribe, Geoffrey Rush, respondeu formalmente às alegações de má conduta sexual feitas pela atriz de Orange Is The New Black, Yael Stone.

Em uma declaração fornecida ao New York Times, Rush nega com firmeza as alegações, e afirma que acredita que muitos dos detalhes sobre as histórias de Stone parecem ser ter sido mal interpretados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Desde o início, devo deixar claro que as alegações de comportamento inapropriado feitas por Yael Stone estão incorretas e, em alguns casos, foram tomadas completamente fora do contexto”, declarou.

“No entanto, claramente Yael tem ficado chateada de vez em quando pelo entusiasmo com que geralmente faço meu trabalho. Sinceramente e profundamente me arrependo se eu causei a ela alguma aflição”, acrescentou. “Certamente nunca foi minha atenção.”

Atriz de Orange Is the New Black acusa Geoffrey Rush de assédio sexual

“Quando nos conhecemos há oito anos, acredito que estávamos engajados em uma jornada como companheiros artísticos”, continuou Geoffrey Rush.

“Ao longo dos anos, temos correspondência compartilhada que sempre continha um respeito mútuo e admiração”, concluiu. “Como eu disse no passado, abomino qualquer comportamento que possa ser considerado como assédio ou intimidação para qualquer pessoa – seja no local de trabalho ou em qualquer outro ambiente.”

Anteriormente, Geoffrey Rush também foi acusado pela atriz Erin-Jean Norvill. A artista relatou casos de assédio sexual durante uma versão da peça Rei Lear, comandada pelo ator. O famoso, vencedor do Oscar por Shine – Brilhante, processou o jornal The Daily Telegraph por difamação após o caso ser revelado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio