Samuel L. Jackson utilizou o Twitter para aprovar que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja chamado de “filha da p*ta”. Confira abaixo.

O ator defendeu a política norte-americana Rashida Tlaib, que usou a ofensa para referir-se ao presidente norte-americano. Em publicação, Samuel L. Jackson afirmou que usar a palavra “presidente” para Trump não é aceitável.

“Rashida Tlaib, eu sinceramente queria endossar o seu uso com clareza e propósito quando você declarou o seu objetivo ‘Filha da p*ta’ da última semana. Chamar aquele filha da p*ta de filha da p*ta não é um problema, chamar aquele filha da p*ta de presidente é”, declarou o ator.


Samuel L. Jackson tem um longo histórico com a expressão. Desde Pulp Fiction, o ator usa a ofensa praticamente como uma marca. O mesmo histórico vale com Donald Trump, onde o astro é um dos maiores críticos do presidente norte-americano.

Vidro | Novos cartazes destacam Bruce Willis, Samuel L. Jackson e James McAvoy

No momento, ator se prepara para lançar o filme Vidro.

Em Vidro, o trio de protagonistas, que contam com poderes extraordinários, estão passando por um tratamento para serem controlados. Tudo foge do controle quando Elijah Wood, personagem de Samuel L. Jackson, se junta com a Fera de James McAvoy para deixar o hospício. O único a deter essa dupla deve ser o vigilante de Bruce Willis.

O filme traz Samuel L. Jackson, Bruce Willis, James McAvoy, Anya Taylor-Joy e Sarah Paulson no elenco. A trama envolverá o personagem de Willis indo atrás do vilão de McAvoy, posteriormente os juntando com o Sr. Vidro de Jackson em um hospício.

Vidro estreia nos cinemas em 17 de janeiro.